25
abr
Acredito que nunca foi visto alguém adubando o solo das florestas, como então é possível que elas apresentem grande diversidade de espécies vegetais de diferentes tamanhos e proporções?

Como diria o francês Antoine Lavoisier: “Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma”.
As florestas possuem auto sustentação em grande parte adquirida pela presença da Serrapilheira.
A Serrapilheira é uma cobertura que se forma na superfície do solo composta por restos de vegetação, como folhas, arbustos, caules e cascas de frutos em diferentes estágios de decomposição, fazem parte dela também restos de animais e suas fezes. Esta camada é a principal fonte de nutrientes para ciclagem em ecossistemas florestais, enriquecendo o solo, sustentando a vegetação presente nele.

Fungos e bactérias agem na decomposição dessa matéria orgânica, mas outros seres vivos também contribuem com esse processo como: minhocas, lesmas, formigas dentre outros insetos.

A serrapilheira pode servir de abrigo, camuflagem para muitos animais, como cobras, aranhas, sapos, etc, onde também outros, como as aves podem formar seus ninhos escondidos entre as folhas, como este que encontrei bem escondidinho no chão junto ao tronco de uma árvore, acredito que seja de Jacu, pois neste dia vimos eles sobre as árvores próximas do local do ninho, mas o Jacu foi mais rápido que eu, não consegui fotografar ele.
Os solos das florestas são férteis por esse processo de decomposição das serrapilheiras, se a cobertura vegetal for tirada, o solo empobrece, além disso, juntamente com a vegetação, a serrapilheira permite que a água da chuva penetre lentamente no solo, sem causar erosão, sendo assim absorvida, contribuindo para formação dos lençóis freáticos.
Viu, aquilo que muitos julgam serem apenas folhinhas caídas, contribuem muito para manutenção dos ecossistemas e para preservação da água!
As fotos foram tiradas hoje na Ilha Redonda em São Francisco do Sul/SC, em uma aula de campo que acompanhei do Curso Técnico em Meio Ambiente da Assessoritec a convite da Professora Sandra Pepes que ministra a disciplina de Avaliação de Impacto Ambiental.

Alguns estudos sobre Serrapilheira:
http://www.cemac-ufla.com.br/trabalhospdf/trabalhos%20voluntarios/protoc%2010.pdf
http://rodriguesia.jbrj.gov.br/rodrig57_3/06Serrapilheira.pdf

Conhecer para preservar!

Daniela Lima

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...







Fatal error: Uncaught CurlException: 60: SSL certificate problem, verify that the CA cert is OK. Details: error:14090086:SSL routines:SSL3_GET_SERVER_CERTIFICATE:certificate verify failed thrown in /home/conscienciacomciencia/www/wp-content/plugins/seo-facebook-comments/plulz/lib/Model/PlulzFacebookAbstract.php on line 829